Morando de Aluguel

Morando de Aluguel

Outro dia, um colega me procurou me disse: – Celso, ouvi falar na TV que morar de aluguel vale a pena. Isto está certo?

Realmente, parece meio estranho, né? Sempre ouvimos falar que pagar aluguel é jogar dinheiro fora e que o importante é termos casa própria, quem sabe casa na praia e ainda de quebra, viver recebendo aluguéis, e não pagando-os.

Talvez, isto de fato, tenha sido verdadeiro por algum tempo. Mas em outubro de 2015, alguns analistas financeiros parecem esquisitos ao dizer algo oposto.

Então, diante das perguntas de vários investidores, resolvi explicar o ponto de vista destes analistas.

Vamos lá. O raciocínio deles começa da seguinte forma, usando um exemplo verdadeiro:

  1. Quanto custo o imóvel: R$ 600 mil, em área nobre da cidade, bem localizado;
  2. Por quanto o imóvel está sendo oferecido para aluguel: R$ 2 mil
  3. Taxa de pagamento mensal: 0,3% ao mês, ou seja, quem alugar este imóvel paga 0,3% ao mês, o que neste momento, é menos que a metade do rendimento da caderneta de poupança.

Assim, o raciocínio é relativamente simples. Se ele tem R$ 600 mil e aplica na poupança, considerado um investimento de menor retorno, ele receberá ao final do mês R$ 4.200, líquido de impostos e taxas e paga R$ 2 mil de aluguel, sobrando mensalmente R$ 2.200.

Se ele optar por outras aplicações mais vantajosas, tais como Tesouro Direto (SELIC ou IPCA), LCI ou LCA ele pode ganhar mensalmente mais de R$ 6 mil, pagando apenas R$ 2 mil de aluguel. Realmente, uma diferença de R$ 4 mil em favor do aluguel !!! Se o taxa de aluguel for de 0,4 ou até 0,5%, pagar aluguel ainda trará um ganho financeiro líquido no atual momento. Futuramente, poderá ser diferente.

Até aqui, o exercício é bem fácil.

Mas está se desprezando a valorização do imóvel. Então, seguindo o índice FipeZap de Imóveis de 2014, a valorização foi de 0,5% ao mês. Neste caso, aluguel de 0,3% + 0,5% de valorização ao mês ainda fica inferior ao ganho da renda fixa. Se pensarmos só no valor financeiro, a renda fixa ainda traria alguma vantagem na opinião de alguns analistas, tendo em vista que tens o dinheiro aplicado e líquido, o qual não está imobilizado em um imóvel.

Se o cálculo for feito com a valorização imobiliária de 2015, a qual é muito baixa ou próxima de zero, então realmente, o aluguel é uma ótima opção para se aproveitar ganhos na renda fixa. É claro que no longo prazo, daqui dez ou 20 anos, podemos ter um cenário diferente, mas se pensarmos apenas entre 2014 até 2019, a renda fixa deve ser realmente mais vantajosa enquanto o mercado imobiliário não se recupera. Quem sabe?

Um segundo exercício é fazer isto para o longo prazo. Pagar aluguel e aplicar o valor no Tesouro IPCA, por exemplo, com vencimento em 2035, com taxa fixa de 7% ao ano, um título muito comentado no Curso Como Aplicar em Títulos Públicos e Renda Fixa e no site www.comoaplicar.com.br

Se o aluguel sobe de acordo com a inflação e o Tesouro IPCA sobe 7% acima da inflação, pode-se dizer que o ganho nesta aplicação irá dobrar em relação ao aluguel a cada dez anos e triplicar em relação ao aluguel a cada vinte anos. Assim, se hoje o aluguel é de R$ 1.000,00  e o rendimento da aplicação é de R$ 2.000,00, daqui há dez anos, com inflação de 100% no período, o aluguel passará para R$ 2.000,00 mensais, e a aplicação para R$ 8.000,00, ampliando a diferença.

Um terceiro exercício é o aluguel versus o financiamento imobiliário. Se o aluguel tem um custo de 0,3% a. m., e o juros do financiamento for de 1% ao mês, por exemplo, pode-se pagar o aluguel e ir economizando na renda fixa, desde que a valorização imobiliária não seja elevada.

Por incrível que pareça, já tens casais pensando assim, e isto foi relatado por um especialista em finanças do prestigiado Jornal Valor Econômico.

Então era isto. Espero ter sido didático na explicação de porque alguns analistas, neste momento, defendem o aluguel cotejando com a renda fixa. Mas a compra de imóvel para a maioria das pessoas não é apenas uma decisão financeira, enquanto para outras é. Então vai de cada família ou indivíduo.

Abraço e bons investimentos

Deixe sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *